Férias de Verão?
Sim, mas antes leia estas dicas.

Será possível nadar numa praia fluvial, caminhar no meio da floresta e petiscar os deliciosos queijos da Serra da Estrela. Para tal basta seguir com cuidado as normas definidas pelo Governo e câmaras municipais. 

A partir de 6 de junho pode nadar nas águas frescas do Rio Mondego, no Covão da Ponte, e do Rio Zêzere, ao longo do Vale Glaciário do Zêzere, na Relva da Reboleira e em Valhelhas. Contudo, é preciso seguir as novas diretivas de prevenção da transmissão do COVID-19. Além do protetor solar, toalha e fato de banho, os frascos de álcool-gel, as máscaras e o bom senso serão essenciais para ter um verão calmo e seguro.

As estadias nos alojamentos locais e restante hotelaria também têm regulamentos precisos, nomeadamente para os estabelecimentos, como a Casa Cerro da Correia e Casa da Sicó, que obtiveram o selo Clean & Safe (limpo e seguro) atribuído pelo Turismo de Portugal.

Progressivamente estão a ser definidas outras regras, como as que regulam as viagens aéreas, a abertura de fronteiras ou a prática de caminhadas ou outras atividades no exterior. Para preparar as suas férias siga estas recomendações:

Estadias em alojamentos locais e hotelaria

  • The Direção Geral de Saúde estabeleceu práticas bem claras de limpeza e desinfeção e acolhimento dos hóspedes para reduzir ao máximo a possibilidade de contaminação. Neste sentido, a Casa Cerro da Correia e a Casa da Sicó já criaram os seus planos de contingência e planos de higienização com procedimentos a seguir não apenas pelos colaboradores, mas também pelos clientes.
  • Estas recomendações tornam-se particularmente exigentes nos estabelecimentos, como os nossos alojamentos, que receberam o selo Clean & Safe do Turismo de Portugal.

Animação turística

As empresas de animação turística só deverão ter autorização para reabrir no início de Junho, mas a data ainda não está confirmada. As sociedades que, como a Casa Cerro da Correia, já receberam o selo Clean & Safe para esta área de atuação, já começaram a preparar todos os detalhes:

  • Evitar o contacto físico (apertos de mão, abraço..);
  • Utilização de solução hidra alcoólica caso haja contacto manual;
  • Manter o distanciamento social de 1,5 metros;
  • Utilização de máscara fortemente aconselhada em espaços confinados. No exterior e em caminhadas, não é necessário utilizar máscara desde que sejam cumpridas as regras de distanciamento.

Praias fluviais

No site da Agência Portuguesa do Ambiente encontrámos todos os detalhes para dar mergulhos e apanhar sol em segurança:

1- Como utilizar o areal:

  • Distanciamento físico entre pessoas que não façam parte do mesmo grupo;
  • Afastamento de 3 metros entre chapéus de sol;
  • Interditas atividades desportivas com 2 ou mais pessoas (exceto atividades náuticas, aulas de surf e desportos similares). 

2- Toldos, colmos e barracas:

  • Em regra, cada pessoa ou grupo só pode alugar de manhã (até13h30) ou tarde (a partir das 14h);
  • Afastamento de 3 metros entre toldos e colmos;
  • Afastamento de 1,5 metros entre os limites das barracas;
  • Máximo de 5 pessoas por toldo, colmo ou barraca;
  • Possível alargamento excecional da área concessionada.

4- Ocupação das praias e estacionamento:

  • Estado de ocupação anunciado através de sinalética: Verde – ocupação baixa (1/3); amarelo – ocupação elevada (2/3); vermelho – ocupação plena (3/3);
  • Informação atualizada de forma contínua, em tempo real, designadamente na app Infopraia (nas lojas Google Play e App Store);
  • Interdito o estacionamento fora dos parques e zonas de estacionamento ordenado.

5- Entrada nas praias e circulação:

  • Sentido único de circulação com distanciamento físico de 1,5m;
  • Podem ser definidos corredores de circulação.

6- Bares, restaurantes e esplanadas:

  • Higienização regular dos espaços (mínimo – 4 limpezas diárias);
  • Limitação da capacidade, nos termos aplicáveis à restauração;
  • Possível reorganização das esplanadas para assegurar distanciamento de segurança.

Para encontrar informação mais detalhada, visite as seguintes páginas:

Direção Geral de Saúde

Agência Portuguesa do Ambiente

Share

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email