A parceria, além da placa

A parceria com o Aspiring Geopark Estrela ganhou a forma de uma placa, mas vem sendo construída desde 2017 com formação técnica e troca de experiências.

A placa da parceria entre a Aspiring Geopark Estrela e a Casa Cerro da Correia, que agora está à nossa porta, simboliza aprendizagem, visitas de campo e a descoberta de um território com imenso para explorar em áreas tão diferentes como a cultura, ciência, gastronomia ou o património.

O que é um Geopark? Muito mais do que um conjunto de geosítios, pois sem as comunidades que vivem na Serra da Estrela, sem a sua sabedoria, experiência e património, o geopark não teria corpo. A área candidata a Geopark Estrela tem 2,2 mil quilómetros quadrados e 170 mil habitantes.

Segundo a Unesco, um geopark tem de ter por objetivo essencial o desenvolvimento sustentável (económico, turístico, cultural, ambiental…) do seu território e população.  Por essa razão, na base da candidatura entregue em novembro de 2017 (cujos trabalhos começaram em 2014) está o entendimento entre nove municípios – Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Fornos de Algodres, Gouveia, Guarda, Manteigas, Oliveira do Hospital e Seia – e duas instituições de ensino superior – Instituto Politécnico da Guarda e Universidade da Beira Interior, na Covilhã.

A ligação formal entre o projeto do Geopark Estrela e a Casa Cerro da Correia começou em 2017. A equipa da Casa Cerro da Correia fez formações especializadas leccionadas pela Associação Geopark Estrela, partilhámos conhecimentos, aprendemos  mais sobre o território que integramos, enriquecendo o nosso trabalho com os hóspedes e os clientes das experiências.

Placa Rede de parceiros

Anúncios